Teresa Sofía Fortes

A 10ª edição do Kriol Jazz Festival (KJF) chega à cidade da Praia neste mês de abril com um cartaz mais uma vez recheado de estrelas. A abertura oficial é no dia 19, na Pracinha da Escola Grande, no centro histórico Plateau, mas o primeiro dia de festa, cumprindo uma tradição já com cinco anos, é na periferia da cidade. Desta vez, o Zona Kriol, como é conhecido, é no bairro de Vila Nova, dia 14. A entrada nestes dois dias é gratuita. Já os dias 20 e 21 são pagos (2 mil escudos).

Este ano, o KJF homenageia os conjuntos Os Tubarões e Bulimundo, dois colossos da música cabo-verdiana que, a partir dos anos 1970, estilizaram, cada um a seu modo, os ritmos tradicionais de Cabo Verde (o funaná, a tabanca, a morna, a coladeira), dando a conhecer ao mundo grandes compositores até ai desconhecidos. Hoje, depois de algumas perdas, mudanças e paragens, estão outra vez no ativo, para gáudio dos milhares de fãs, aquém e além-fronteiras.

Promovido pela Câmara Municipal da Praia, em parceria com a Harmonia Lda, o KJF já foi considerado pela revista inglesa SONGLINES como um dos 25 melhores festivais do mundo. O certame promove toda a música de inspiração crioula.

Música das Caraíbas, do oceano Índico, de Cabo Verde, do continente africano ou de outras paragens, como o Brasil, de onde vem Seu Jorge, uma das grandes atrações do cartaz de 2018, com o seu samba mesclado com pop, r&b e soul.